Imposto de Renda 2021: Bancos oferecem antecipação integral da restituição

Os bancos estão oferecendo a possibilidade de antecipar até 100% da restituição do Imposto de Renda dos clientes. Essas contratações podem ser feitas diretamente nos canais digitais das instituições.

Apesar da facilidade, essa antecipação precisa ser vista como um empréstimo bancário, uma vez que ele pode estar sujeito a juros.

O pagamento na maioria dos bancos é feito de forma automática: o cliente recebe a antecipação e paga uma taxa mensal até o recebimento da restituição pela Receita Federal. Assim que o dinheiro é creditado na conta, o banco liquida a fatura aberta.

Para o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN), Reinaldo Domingos, é precisa cautela ao fechar contrato de antecipação da restituição. Em momentos de normalidade, avalia ele, o ideal é não embarcar em dívidas deste tipo, mas como o trabalhador passa por uma situação de anormalidade, a opção pode servir como um complemento de renda.

“Vivemos tempos de guerra contra o covid-19 e seus impactos financeiros, assim, esse dinheiro se mostra uma ótima alternativa para quem está com redução ou sem renda”, disse Domingos por nota.

Outro ponto que o contribuinte deve levar em conta é garantir que a declaração está correta e sem informações desencontradas, já que ele pode cair na malha fina e ter de arcar com todo o empréstimo do banco.

“Cair na malha fina é mais fácil do que parece, principalmente com a ampliação de cruzamentos de informações feita pela Receita Federal. Às vezes, a pessoa faz tudo corretamente, como manda o manual, e, assim mesmo, vai parar na malha fina. Isso acontece, por exemplo, quando a fonte pagadora fornece à Receita uma informação diferente da qual liberou para o colaborador”, indicou Domingos.


Fonte: Portal Contábeis

Posts Relacionados

Ver tudo